novembro 25, 2014

Para a História e sobre a mentira do 25 de Novembro de 1975

Para quem viveu como eu, então com 27 anos, aqueles radiantes meses do chamado PREC, ainda hoje, cada vez que penso ou falo disso, e de como o 25 de Novembro liquidou um sonho impondo um pesadelo que não tem parado de crescer até aos dias de hoje, não apaga da minha memória esta MENTIRA OFICIAL da "contra revolução democrática" que nos pariu a dívida de alguns e a vinda da troika patroa dos algozes.

Vivi a maior parte desses meses engajado em comissões de moradores em Queluz e numa comissão de trabalhadores na empresa onde estava ( e estive em tantas...) e posso falar daquilo que vivi sem recorrer a nenhuma ficção romanceada.

Aquilo que mataram no 25 de Novembro de 1975 não foi o "perigo comunista". MATARAM O "PODER POPULAR" que queria dizer: As pessoas organizarem-se para resolver os seus problemas.

Há dias, um companheiro fez-me chegar às mãos um documento histórico do que falo. Não é que me emocionei do que li? Não é que dei por mim a dar o devido valor àquilo que em tempos de algum "esquerdismo" pensava ser "formas atrasadas de luta"?

Aqui fica um contributo para tentar desmascarar alguns que continuam a mentir sobre o que de facto se passou.
Obrigado Zé pelo documento. Obrigado a todos os anónimos que o redigiram com tanto empenhamento.
Uma saudação especial àqueles que viram as suas vdas destruídas pela perseguição que lhes fizeram após a "normalização democrática".
 








NOTA FINAL:

Aqui fica um documento que ilustra a "anarquia" e o "caos" que se viveram naqueles felizes meses entre 25 de Abril de 1974 e 24 de Novembro de 1975. Cometeram-se muitos erros inevitáveis a um processo desta dimensão mas o saldo poderia ter sido muito positivo.
Não foram precisas Troikas para solucionar muitos dos problemas gerados por mais de 50 anos de Fascismo.

Para quem quiser aprofundar deixo a seguir um link para um texto muito completo sobre o tema:



Sem comentários: