abril 25, 2015

Num Abril cescentemente cinzento

41 anos depois os do costume teimam em nos castigar por termos ousado sonhar com Alvoradas Libertadoras...
Bem a propósito algumas linhas de um prólogo escrito por Alexis Tsipras para um livro de Pablo Iglesias que acabo de comprar:

"Quando no início dos anos noventa os mercados encontraram o mundo prostrado a seus pés, dispuseram uma grande mesa e convidaram toda a gente para o festim. Dos milhões de comensais, muito poucos perceberam que também estavam incluídos no menu. Os seus empregos, as suas pensões, a sua assistência médica: a sua dignidade, o seu futuro.
Então chegou a grande crise. Os mercados e os bancos conseguiram que os Estados pagassem a conta, e os Estados passaram-na ao povo. Hoje, o sistema de poder político e económico já não pede que nos sacrifiquemos em prol de uma prosperidade futura. Pede que nos sacrifiquemos para podermos sobreviver. Para que ele sobreviva."*

* In Pablo Iglesias - Secretário-Geral do Podemos - "Disputar a Democracia política para tempos de crise" Prólogo de Alexis Tsipras - Bertrand Editora