novembro 02, 2007

A propósito do Novo Santuário e outras aldrabices...

"Ó Deus, como eu te detesto por não existires."
(in "Les Écritures" de Cavanna)

Sem comentários: